10.8.13

Trabalho vs Hobby


Eu comecei na vida ~artística~ desde sempre, do tipo desenhar o Mickey numa floresta no ~teste~ pra entrar no nível A do colégio. Na terceira série todos enlouqueceram com a minha maquete sobre a pré-história, com os meus dinossauros de massinha de modelar fielmente copiados de ilustrações da minha enciclopédia. Tirava MB nos desenhos em Artes, e o meu pinguim de argila ficou um bom tempo em cima da geladeira. Em 2004, comecei a mexer com photoshop e fireworks pra fazer os meus próprios layouts e todos curtiam. A mami sempre achou que eu fosse fazer faculdade de Design (enquanto o papi sempre torceu por Letras), todos elogiam as coisas ~artesanais~ que faço e.......................... escolhi um curso que não envolve nada disso. 
Passei uma boa parte da faculdade ouvindo "meu, tu não é daqui, vai pro Design". Eu sempre fiquei com o P de Promoção nos trabalhos pra fazer a parte gráfica (criei logos, embalagens, outdoors...),  e ninguém entendia como eu ~sabia mexer nesses trecos~ e tava num curso nada a ver com isso. Daí sempre falei: eu gosto de desenhar, de criar, de inventar MAS não me imagino fazendo isso por obrigação. Obrigação de criar tal coisa pro cliente, de passar 8 horas no computador parindo encomendas, de me irritar com pessoas que não curtiram o que propus. Nem é pelo motivo financeiro (sou da filosofia que não existe profissão que se ganha mais, e sim profissão com retorno mais rápido), é saber separar o que tu gosta de fazer no tempo livre, e o que tu gosta de trabalhar. 
Eu gosto de desenhar quando me dá vontade aleatória, principalmente quando é pro Le Boy. É algo que me dá a chance de fugir da minha realidade de palavras, textos, Word, leituras, artigos. Fujo das letras desenhando. Se eu trabalhasse com desenho, o que considero refúgio se transformaria em karma. Uma coisinha ali e aqui não faz mal, tipo, adorava quando eu podia inventar alguma coisa no fireworks pra algum trabalho da faculdade, mas era um momento, não uma vida. É saber separar diversão de profissão. Não que tu tenha que escolher uma chatisse de carreira, mas é se enxergar na profissão que tu pensa "bah isso é legal de se trabalhar, quero ser profissional nisso", pensando ao mesmo tempo em "eu amo isso, mas não me imagino trabalhando".

9 comentários:

  1. " (sou da filosofia que não existe profissão que se ganha mais, e sim profissão com retorno mais rápido)" sério: BBBOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOHH.

    É tipo eu com música, a mãe fica querendo que eu faça Música só porque eu curto tocar teclado/cantar, mas não sou disso ~profissionalmente~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. - Música é um ~off~, mãe, sai daqui.

      Excluir
  2. como alguém que trabalha com algo artístico e com que gosta, eu entendo isso de "gosto de fazer, mas não me imagino trabalhando." ainda sofro com textos sob encomenda e coisas que em geral financiam minha carreira (mais do que os livros que eu gosto de escrever), mas... eu realmente gosto disso e sei que é uma fase de começo de carreira. vai chegar um momento em que vou poder topar só os projetos massa etc. enquanto isso, acho que qualquer começo de carreira é foda.

    ResponderExcluir
  3. Só porque me acham engraçada (ngm me acha na vdd, neguinho diz pra continuar meu amigo e nem sei os motivos) não significa que eu deva fazer stand-up comedy até porque não sei escrever piadas :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não terminei o comentário; um amigo meu disse que eu devia ser roteirista (ou qqlr coisa relacionada à tv/cinema) porque gosto de ver séries e conto bem histórias.
      DAÍ vai lá a francielli tirar uma foto: tudo desfocado.
      DAÍ vai lá a francielli contar uma história: esquece do final.

      Excluir
    2. HUEHUEHEUHEUHEUHE <3 Fazemos tudo ao contrário.

      Excluir
  4. essa parte de profissão e complicado, a minha vontade e fazer turismo.
    Mais de tanto me falarem que não devia fazer isso estou pensando em fazer pscologia, por mais que eu queira até fazer o curso, não e o que eu realmente amo.

    acho complicado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu trabalho com turismo :B E eu tive uma cadeira de psicologia e............... não curti :~ Tem que pesquisar a área de atuação e ver ~nossa, isso parece daora~, que ficar no achismo de ~SE eu for tal coisa~ não dá :~ Obrigada por comentar! :3

      Excluir